igoospel

Goleiro Bruno e Fernanda passam mal em audiência em MG

O goleiro Bruno e a noiva, Fernanda Gomes de Castro, tiveram um mal-estar durante a audiência desta quinta-feira (7), em Vespasiano, na Regi...

O goleiro Bruno e a noiva, Fernanda Gomes de Castro, tiveram um mal-estar durante a audiência desta quinta-feira (7), em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Fernanda teria sentido uma indisposição, foi atendida pelo Corpo de Bombeiros ainda no fórum e teve a pressão aferida. Depois do atendimento, ela voltou à sala de audiência. Já o goleiro foi ajudado pelos bombeiros na própria sala de audiência. Ele tomou um copo d’água e teve a pressão arterial aferida. De acordo os bombeiros, a pressão de Bruno estava ligeiramente alta

O goleiro comentou com um policial, dentro da sala de audiência, que tem se alimentado pouco na Penitenciária Nelson Hungria porque não têm apetite. Bruno completou, dizendo que também não tem se exercitado no presídio. De acordo a Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais, Bruno jantou nesta quarta-feira (6) normalmente, e tomou café da manhã nesta quinta-feira (7). Ainda segundo a Seds, ele tem direito a banho de sol todas as manhãs. A assessoria de imprensa da secretaria disse que o comportamento de Bruno na penitenciária tem sido considerado normal.

Alguns minutos depois, Bruno foi levado ao banheiro pelo advogado, Ércio Quaresma, e por um bombeiro, mas voltou à sala de audiência em seguida.

Nesta quarta, Bruno teve um desmaio no fórum de Ribeirão das Neves, durante uma sessão para testemunhas do caso Eliza. Ele foi atendido por duas vezes na Policlínica Geral de Neves, e transferido para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, onde foi submetido a exames. De acordo com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), os resultados dos exames apontaram uma sinusite leve.

O advogado de Ércio Quaresma, que defende o goleiro, disse nesta quarta-feira (6) que vai entrar com um pedido de prisão domiciliar para Bruno. Segundo Quaresma, seu cliente tem passado mal, desmaiou duas vezes na frente dele e teve crise convulsiva. O advogado ainda disse que vai buscar o histórico médico de Bruno, já que ainda não sabe se o goleiro já tinha tido crises convulsivas.

Ainda de acordo com o Tribunal de Justiça, foi providenciada uma maca de precaução, caso o goleiro tenha novo mal estar e precise ser retirado rapidamente da sala de audiência nesta quinta-feira (7).
Audiência
Os réus no processo sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio estão na sala de audiência no fórum de Vespasiano: o goleiro Bruno; o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão; o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola; Sérgio Rosa Sales; Elenilson Vitor da Silva; Flávio Caetano de Araujo; Wemerson Marques de Souza, o Coxinha; Dayanne de Souza e Fernanda de Castro.

A juíza Ana Paula Lobo Pereira de Freitas já ouviu quatro testemunhas de defesa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, e às 16h, ainda ouvia a quinta testemunha. Até este depoimento, todas pessoas disseram à juíza que Santos nunca foi conhecido no bairro como Bola. Uma delas disse que já tinha ouvido o apelido Paulista.

A juíza Ana Paula Lobo Pereira de Freitas deve ouvir 15 testemunhas na audiência desta quinta-feira (7). Todas foram arroladas pela defesa de Bola. A testemunha que falaria a favor de Dayanne segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, não compareceu.

Entenda o caso
O goleiro Bruno é réu no processo que investiga a morte de Eliza Samudio. A Justiça de Minas Gerais aceitou a denúncia do Ministério Público contra Bruno e outros oito envolvidos no desaparecimento e morte de Eliza. Fernanda Gomes de Castro, namorada de Bruno, foi presa em Minas Gerais.

O goleiro; Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Sérgio Rosa Sales; Dayanne Souza; Elenilson Vítor da Silva; Flávio Caetano; Wemerson Marques; e Fernanda Gomes de Castro vão responder na Justiça por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, é o único que responderá por dois crimes. Bola foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Todos os acusados negam o crime. As penas podem ultrapassar 30 anos.

A pedido do Ministério Público, a Justiça decretou a prisão preventiva de todos os acusados. Com essa medida, eles devem permanecer na cadeia até o fim do julgamento. Em 2009, Eliza teve um relacionamento com o goleiro Bruno, engravidou e afirmou que o pai de seu filho é o atleta. O bebê nasceu no início de 2010 e, agora, está com a mãe da jovem, em Mato Grosso do Sul./G1

Relacionados

polícia 8920749580625971585

Postar um comentário

emo-but-icon

ECONOMIZA PLAY - CUPONS DE DESCONTO, OFERTAS INCRÍVEIS, MILHÕES DE PRODUTOS E OS MENORES PREÇOS.

ECONOMIZA CODE: 36529034

Disponível no Google Play

Curta!

Videos

Profecia de 2013 fala sobre a Pandemia do coronavírus

Receba Notícias no seu email

item