igoospel

Mãe de Jornalista decapitado diz que perdoa militante do Estado Islâmico. Viúva quer o assassino vivo

A viúva de uma das vítimas decapitadas pelo militante mascarado conhecido como "John Jihadista", do autodeclarado "Estado ...

A viúva de uma das vítimas decapitadas pelo militante mascarado conhecido como "John Jihadista", do autodeclarado "Estado Islâmico", diz querer que o militante seja capturado vivo.

Em entrevista à BBC, Dragana Haines afirmou que a "última coisa" que ela quer para o homem que matou seu marido, o trabalhador de ajuda humanitária David Haines, é uma "morte honrosa".

"John Jihadista", retratado em vídeos de decapitações de reféns ocidentais, foi identificado como Mohammed Emwazi, um britânico nascido no Kuwait. A polícia não confirmou sua identidade.

Emwazi tem 27 anos de idade e já era conhecido previamente pelos serviços de segurança britânicos. Ele seria o homem que ficou mundialmente conhecido ao aparecer pela primeira vez em um vídeo divulgado em agosto – onde aparentemente assassina o jornalista americano James Foley.

Ele também apareceria nos vídeos que retratam as decapitações de Haines, do jornalista americano Steven Sotloff, do taxista britânico Alan Henning e do funcionário de ajuda humanitária Abdul-Rahman Kassig, também conhecido como Peter.

Reconhecimento

Segundo o analista de segurança da BBC, Frank Gardner, o FBI (a polícia federal americana), o MI5 (seu equivalente britânico) e outras agências de inteligência já sabiam da identidade de John Jihadista desde setembro.

Eles teriam usado uma combinação de softwares de reconhecimento de voz, entrevistas com ex-reféns e investigações em Londres para chegar ao nome de Mohammed Emwazi.
Parentes das vítimas reagiram com emoção às notícias da identidade do assassino.

"Espero que ele seja apanhado vivo", disse a mulher de Haines. "Essa seria a única satisfação moral para as famílias de todas as pessoas que ele assassinou. Se for morto em ação, vamos dizer assim, será uma morte honrada para ele e esta é a última coisa que eu quero para uma pessoa como ele."

Já a filha de Haines, Bethany, foi mais incisiva em uma entrevista à rede ITV News. "Eu acho que as famílias terão alívio e descansarão quando alguém colocar uma bala entre os olhos dele", afirmou.

Um porta-voz da família de Steven Sotloff disse: "Queremos nos sentar em um tribunal e vê-lo ser sentenciado e mandado para a prisão".

A mãe de Foley, Diane, disse ao jornal Times que perdoava o assassino de seu filho. "O ódio dele me entristece. Ele se sentiu injustiçado e agora nós o odiamos – isso só prolonga o ódio e nós temos que parar isso", afirmou.

"Como mãe eu o perdoo. A coisa toda é trágica, uma tragédia em andamento."

informações de BBC

Relacionados

islamismo 3650659044493217996

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta!

Videos

Davi Sacer - Venha o Teu Reino (Clipe Oficial)

item