igoospel

Árbitro chamado de colorado estuda processar Felipão: "Não sairá barato"

Francisco Neto não cometeu erros graves durante a vitória do Grêmio por 1 a 0 sobre o Ypiranga-RS, na última quarta-feira, no Colosso da ...

Francisco Neto não cometeu erros graves durante a vitória do Grêmio por 1 a 0 sobre o Ypiranga-RS, na última quarta-feira, no Colosso da Lagoa. Tampouco foi determinante para a vitória gremista fora de casa, na décima rodada do Gauchão. Ainda assim, viu seu nome figurar no centro dos holofotes devido a uma polêmica com Luiz Felipe Scolari. Após ser expulso de campo por reclamações, já na segunda etapa, o técnico gremista bradou contra o árbitro e o chamou de "Chico colorado" e de "colorado doente". Acusações que não devem ficar baratas para Felipão - a começar pela súmula, que registrou o ocorrido, e por uma denúncia no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD).

O árbitro esteve na redação da RBS TV, em Porto Alegre, nesta quinta-feira para participar do programa TVCOM Esportes e revelou à reportagem do GloboEsporte.com que pretende tomar alguma atitude diante da polêmica com Scolari. Com a "tolerância bem baixa" após o episódio, o árbitro não descarta entrar com um processo contra o treinador.

- Como o jogo acabou faz nem 24 horas, ainda não consegui descansar após o jogo, nem sentar com a minha família. Eu tenho que deitar a cabeça no travesseiro e pensar. A gente não pode tomar atitudes sem pensar. Mas estou cansado. Cansado de ouvir. No Rio Grande do Sul, sempre que tem um problema com árbitro é comigo. Vou pensar com calma, mas dessa vez minha tolerância está bem baixa. Eu não posso afirmar, porque não tenho advogado, mas acho que, desta vez, não sairá barato. Tomarei alguma atitude, mas não sei exatamente qual o cenário - afirma.

Neto viveu um dia atípico nesta quinta-feira. Chegou a Porto Alegre, desde Erechim, por volta das 7h. Sem dormir, deu aula no colégio em que é professor de Educação Física, na Zona Norte da cidade. Depois, "cansou de atender o telefone" para conceder entrevistas e explicar o que ocorreu dentro de campo, no Colosso da Lagoa.
O árbitro assegura que não tem nada contra Felipão e nega que tenha a intenção de prejudicar o Grêmio - apitou outra partida do Tricolor no Gauchão, diante do Passo Fundo, que encerrou com vitória gremista. Mesmo após as críticas do diretor de futebol do clube César Pacheco.

- Eu não tenho nada contra o Felipão. Apitei um jogo do Grêmio, que ganhou do Passo Fundo. Fui bem elogiado. Depois, voltei com o Ypiranga. Ontem (quarta), deu esse problema com Felipão, e já falaram que eu tive um problema no primeiro jogo. É algo que não tem cabimento. No jogo de ontem (quarta), o Grêmio reclama apenas de coerência nos cartões. Fora isso, não reclamam de nada. Eu encerrei a partida, e os jogadores me cumprimentaram. Me elogiaram. Infelizmente, no futebol brasileiro, as coisas mínimas é que sobressaem - pondera.

Neto já havia sido chamado de "Chico colorado" pelo então diretor gremista Renato Moreira, em 2006. À época, viu o episódio como prejudicial a sua carreira. Hoje, aos 43 anos, a dois de encerrar a carreira, nega que a rusga com Felipão o prejudique. Mas não deixa de lamentar o ocorrido.
- Não é tão grave quanto dez anos atrás, quando eu tinha um futuro pela frente. Agora, não é tanto pela carreira, mas a gente fica triste. Incomoda muito. Foi um dia atípico. Meus alunos e meus filhos me perguntaram. A melhor coisa para um árbitro é sair despercebido de uma partida. É o que sempre tentamos fazer - finaliza. / Globo Esporte

Relacionados

futebol 3348139333408736255

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta!

Videos

Davi Sacer - Venha o Teu Reino (Clipe Oficial)

item