igoospel

Paquistão deporta família de Bin Laden para 'o país que escolherem'

A partida da família fecha outro capítulo em um assunto que cementou a reputação do Paquistão como u...

A partida da família fecha outro capítulo em um assunto que cementou a reputação do Paquistão como um abrigo para o extremismo islâmico e levantou questões sobre sua confiabilidade como um aliado do Ocidente. Em fevereiro, autoridades destruíram o amplo complexo onde Bin Laden viveu em Abbottabad, no noroeste paquistanês.

Foto: APEquipes de mídia perseguem veículo com família de Osama bin Laden em Islamabad, Paquistão
Os comandos americanos da corporação Seal pegaram o corpo de Bin Laden, que oficialmente foi enterrado no mar, mas deixaram sua família para trás. Suas mulheres e filhos foram detidos imediatamente pelas autoridades paquistanesas depois da ação realizada antes do amanhecer de 2 de maio de 2011. Duas das viúvas são da Arábia Saudita, enquanto outra é do Iêmen.

Elas foram interrogadas pelos agentes de inteligência do Paquistão e acusadas no mês passado de entrar e viver ilegalmente no país. As três viúvas foram condenadas em 2 de abril e sentenciadas a 45 dias. Seus mandados de prisão, que foram cumpridos em uma casa em Islamabad, terminou no início deste mês.

Pouco depois da meia-noite, uma van retirou as mulheres e os filhos da casa no centro do capital paquistanesa para levá-los ao aeroporto. As autoridades cobriram o veículo para evitar que os fotógrafos fizessem imagens.

Em uma declaração, o Ministério do Interior indicou que 14 membros da família Bin Laden foram deportados para "seu país de escolha, a Arábia Saudita". Poucos detalhes foram divulgados sobre a família, mas autoridades disseram que Bin Laden teve três viúvas, ao menos oito filhos e alguns netos vivendo com ele na casa quando ela foi invadida pelos americanos.

informações de último segundo

Relacionados

news 7908781954717989338

Postar um comentário

emo-but-icon

item