igoospel

Consumidores reclamam de preço alto dos novos extintores

Depois da exigência do uso dos extintores do tipo ABC em veículos ter sido adiada – no início do ano – para abril, o ministro das Cidades...

Depois da exigência do uso dos extintores do tipo ABC em veículos ter sido adiada – no início do ano – para abril, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab encaminhou ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) um novo pedido, onde o prazo seria prorrogado para o início de julho. Com a falta do equipamento no mercado, os baianos estão sentindo-se lesados com o aumento expressivo no preço do extintor.

É o caso do aposentado José Costa, 72. Após circular por diversos pontos da cidade pesquisando valores, ele identificou que poucas lojas estão com o produto no estoque. As que já receberam o equipamento das distribuidoras aumentaram os preços.
“Consegui comprar o meu no ano passado, mas meus netos não. O meu saiu por R$ 70, hoje compro por R$ 125. Isso o mais barato que encontrei, porque rodei a cidade toda, e as lojas que têm o extintor estão vendendo em torno de R$ 160. Está um absurdo. É uma forma de explorar o consumidor.

Porque só agora descobriram o tipo de material que apaga e mudaram o produto? E quem vai ressarcir o prejuízo pelos anos utilizando um extintor limitado?”, questionou enquanto comprava o equipamento no O Varejão Auto Peças.

O Varejão Auto Peças recebeu cerca de 3 mil extintores para serem distribuídos nos três pontos de venda: Baixa de Quintas, Vasco da Gama e São Cristóvão. O produto chegou na última quinta-feira (5), mas o estoque já está acabando.

“Podemos dizer que aumentou em 150% a procura pelo extintor, desde que o produto chegou aqui na loja. Muitas lojas estão sem receber, e as que receberam estão cobrando muito caro. A procura é tanta que já está acabando”, informou o vendedor da loja localizada na Baixa de Quintas, Ney Lima.
Sem receber o equipamento desde dezembro, a Cristo Rei Auto Peças identificou um aumento de 80% na procura pelo extintor. “Recebemos a informação da que a rede Âncora liberaria os produtos nesta quarta-feira (11). Durante todo este tempo que ficamos sem estoque, muitos consumidores procuraram excessivamente a loja, que é uma das mais antigas – 53 anos de mercado”, informou Graça Peteleiro, do setor financeiro da Cristo Rei.

Quem precisa trocar?

O extintor ABC, que combate incêndio em um maior número de materiais que o antigo, começou a equipar carros mais novos a partir de 2009. Com validade de 5 anos, já está presente em grande parte dos veículos, ou seja, quem tem carro produzido depois do 2º semestre de 2010 não precisa trocar.
A mudança na lei ocorreu porque o extintor antigo, do tipo BC, é recomendado para materiais como líquidos inflamáveis e equipamentos elétricos. O ABC, além destes, também é capaz de combater incêndios em madeira e tecidos, materiais comuns em carros.
Se fiscalização não estivesse suspensa, o descumprimento da regra resultaria em multa de R$ 127,69, cinco pontos na carteira de habilitação e retenção do veículo para regularização.

inf/ tribunadabahia

Relacionados

news 7825081456768694007

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta!

Videos

Davi Sacer - Venha o Teu Reino (Clipe Oficial)

item