igoospel

Dilma: 'consigo acabar com a miséria em 10 anos'

 Publicado em 20 de abril 2010 A pré-candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, afirmou hoje que, se eleita, conseguirá ...

 Publicado em 20 de abril 2010
A pré-candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, afirmou hoje que, se eleita, conseguirá acabar com a miséria em dez anos. "Do ponto de vista do projeto que represento, acabamos com a miséria na próxima década", afirmou em entrevista ao programa Supermanhã, de Geraldo Freire, da Rádio Jornal, a emissora de maior audiência em Pernambuco. "Sabemos como fazer".

Dilma voltou a atacar o "comportamento dúbio da oposição", que comparou a uma "biruta de aeroporto", porque, segundo ela, ora critica, ora elogia e ora volta a criticar programas do governo de acordo com a plateia - no caso da biruta, de acordo com o vento. A ex-ministra da Casa Civil disse não esquecer que a oposição chamou o Bolsa Família de "bolsa esmola" e "bolsa preguiça", sem a percepção de que o Bolsa Família é uma das maiores armas na luta contra a miséria. E que os oposicionistas também afirmaram se tratar de "malabarismo e marketing político" as obras de transposição do Rio São Francisco, desconhecendo a importância da obra para acabar com a sede de 20 milhões de pessoas do semiárido. "De repente, visitam a obra e desandam a elogiar, depois, voltam a criticar".

Ela garantiu que o Bolsa Família vai continuar enquanto houver pobres no Brasil e disse que a geração de mais de 2,5 milhões de empregos no governo Lula não significa o fim da miséria, mas é fruto da decisão do governo de voltar a fazer política industrial. "Tudo que pode ser fabricado no Brasil vai ser produzido no Brasil", afirmou. Para ela, a oposição, quando esteve no governo, incentivou a compra de plataformas, navios e embarcações de Cingapura e da Coreia. "Quando chegamos no governo, tinha no máximo 1,2 mil metalúrgicos na área naval, hoje deve ter mais de 40 mil", disse, citando o Estaleiro Atlântico Sul, no litoral pernambucano, que vai colocar no mar o seu primeiro petroleiro no início de maio.

Sobre sua vida pessoal, Dilma disse não estar apaixonada, o que considera "lamentável". "Todas as pessoas deveriam se apaixonar, a gente fica mais vivo". Falou ainda da sua dificuldade para perder três quilos. Sua agenda não permite as aulas de Pilates e, por enquanto, tem feito "um pouquinho" de musculação.

Dilma disse que se sente "extremamente preparada" para governar o País e adiantou que, se eleita, terá sempre o presidente Lula como conselheiro. Diante da indagação se ela e Lula não poderiam repetir um caso como Maluf-Pitta - quando o pupilo (Pitta) foi eleito com a popularidade do mestre (Maluf) e lhe deu as costas depois de eleito - ela disse que nem o presidente Lula era Paulo Maluf, nem ela era Celso Pitta, reafirmando sua lealdade ao presidente.
Fonte: Diário do pará

Relacionados

Política 8505671313977964185

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta!

Videos

Davi Sacer - Venha o Teu Reino (Clipe Oficial)

item