igoospel

Religiosos afirmam que cristãos devem levar consigo espírito natalino durante todo o ano

 Publicado em 16 de dezembro 2009 Diversas religiões ao redor do mundo comemoram o nascimento de Jesus Cristo. A data, tida para muitos com...

 Publicado em 16 de dezembro 2009
Diversas religiões ao redor do mundo comemoram o nascimento de Jesus Cristo. A data, tida para muitos como um período para se refletir sobre os atos, é o ponto máximo do Cristianismo. A reportagem do Alagoas em Tempo ouviu um padre e um pastor sobre o significado do dia 25 de dezembro para as religiões que representam. Em um discurso comum, os dois afirmaram que a maioria das pessoas deveria ser imbuir do espírito natalino durante todo o ano e não apenas neste período.
Para o Padre Osvaldo Pereira Martins, o Natal significa para os católicos apostólicos romanos a oportunidade de se agradecer a Deus pelo grande presente recebido que foi o nascimento do filho Dele, Jesus Cristo. Segundo ele, o período deve ser encarado com um tempo para se nascer de novo e fazer um balanço de todas as atitudes tomadas durante o ano.
“Natal não é apenas comemoração. É um tempo que Deus nos deu para que possamos ter uma nova chance, para que possamos avaliar nossas posturas, nossos comportamentos e melhorar. Temos que fazer frente ao pecado, temos que fazer uma boa confissão no tempo em que Deus se tornou criatura humana, por meio de Jesus Cristo”, disse o Padre.
O religioso lembra que para os católicos, o mês de dezembro é comemorado desde o seu início com missas e celebrações. Segundo ele, o grande aniversariante do dia, Jesus Cristo, precisa ser lembrado e festejado. “Tem gente que esquece disso e se importa com outras coisas, mas isso não pode acontecer”, frisou o padre.

Festa máxima
“O Natal é a festa máxima do povo cristão”. Essa é a definição do Pastor André Luiz Coelho, da Igreja Betel, para a data do nascimento de Jesus Cristo. Ele concorda com o que foi dito pelo Padre Osvaldo em relação ao fato de que as pessoas esperam o final do ano para refletir, enquanto passam os outros meses sem pensar na consequência dos atos.
“Nós temos que avaliar, maturar as coisas, 365 dias por ano. Isso vale também para a celebração de Jesus Cristo, que não deve ser lembrado apenas no dia 25 de dezembro. Independente de religião, o Natal é a festa máxima da Cristandade, está na Bíblia. Temos que celebrar”, colocou o Pastor.

Consumismo
Tanto o Padre quanto o Pastor são uníssonos ao falar que o estímulo exacerbado ao consumismo no final do ano faz com que algumas pessoas esqueçam o verdadeiro sentido do Natal. Para eles, o incentivo às compras leva muita gente a esperar o Natal, pois sabe que irá ganhar presentes e se esquece de celebrar o aniversário de nascimento de Jesus.
“Não podemos deixar que vire uma data meramente comercial, mas para um grupo já é assim. Não podemos deixar que as futuras gerações cresçam acreditando nisso. É importante se confraternizar, presentear, mas o grande presente fomos nós que já ganhamos que foi a vinda de Jesus à terra”, afirmou o Padre Osvaldo. “Faz parte a troca de presentes, mas que isso não seja o foco maior. Jesus é o nosso maior presente”, completou o Pastor André.

Fonte: Alagoas em Tempo Real

Relacionados

news 4723513892311739100

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta!

Videos

Davi Sacer - Venha o Teu Reino (Clipe Oficial)

item