igoospel

História da Lagoinha se construiu em torno da fé evangélica

 Publicado em 16 de dezembro 2009 Guilherme Moreira, Antonio Vicente, Maria Carolina, entre outros nomes, compõem a história da Aldeia Lago...

 Publicado em 16 de dezembro 2009
Guilherme Moreira, Antonio Vicente, Maria Carolina, entre outros nomes, compõem a história da Aldeia Lagoinha, que está em festa. São 45 anos de história oficial, embora sua referência remota seja o ano de 1956, quando o índio Guilherme Moreira, o Titi, com sua família, oriundo da Aldeia Bananal, estabeleceu às margens de uma lagoa, ali plantando milho, melancia e outros produtos, para subsistência.
Os nomes de Antonio Vicente (Pinihí), capitão da Aldeia Bananal e Maria Carolina, uma senhora de idade avançada, como outros, evocam lembranças distintas. O primeiro, começou a discussão sobre o nome do núcleo de pessoas que começou a organizar-se em torno da religiosidade, pois a residência de Guilherme era um ponto de pregação evangélico.
Na busca de um nome, contudo, prevaleceu sugestão de Maria Carolina, que ao passar pelo local costumava exclamar : “Kalilavona”, que significa Lagoinha. A partir de 1958, mais e mais famílias foram se aproximando do local, entre a localidade de Taunay e a Aldeia Bananal, todas ligadas a fé evangélica. Entre 1962 a 1964 já havia um templo construído.
Na medida em que o povoado/aldeia, expandiu-se, outros avanços foram alcançados, entre eles a primeira sala de aula, para crianças, que funcionou em um anexo da Igreja que já se organizara como Uniedas, na década de 70. Nesta fase da história, entre os personagens importantes destaca-se o pastor Reginaldo Miguel.
Segundo os anais, teria sido do pastor Reginaldo a sugestão para a abertura da primeira rua da Aldeia, que levou o nome do seu fundador, Guilherme Moreira. Já o primeiro capitão (cacique) da Lagoinha foi Marcelino Pereira (Canabarro), eleito em 1972. De vocação agrícola, a Aldeia tem a lavoura e o cultivo de árvores frutíferas como principais atividades econômicas.
Sobre a Lagoinha o prefeito Fauzi Suleiman lembra que “é uma aldeia marcada pela organização, capacidade de trabalho e pela preservação dos valores culturais do povo terena”. A programação do aniversário, que inclui diversas atividades desde a última semana, conta com apoio do Governo Municipal de Aquidauana, Ação Evangélica, deputado Maurício Picarelli e vereadores Antônio da Coeso e Corrêa Filho.

Fonte: Aquidauana News

Relacionados

news 621302499700582392

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta!

Videos

Davi Sacer - Venha o Teu Reino (Clipe Oficial)

item